sábado, 5 de fevereiro de 2011

Compare a mandioca e o inhame.





Por Paula Desgualdo


1 Silhueta esbelta
Abusar das calorias, você já deve saber, significa inflar pneus em locais inoportunos. Se a ideia é manter o corpo elegante, vá de inhame.

Inhame .................... 116 calorias
Mandioca .................125 calorias

2 Músculos em forma
Nenhum dos concorrentes é, digamos, rico em proteínas, o nutriente que preserva os tecidos do corpo. Mas, na dúvida, a melhor opção é o inhame.

Inhame ..............................1,5 g
Mandioca ..........................0,6 g

3 Para afastar o cansaço
Escolha o inhame. Ele fornece mais fósforo, que comprovadamente melhora a resistência e diminui a sensação de fadiga.

Inhame ............................49 mg
Mandioca ........................22 mg

4 Energia pura
O carboidrato dá aquele ânimo para enfrentar a correria do cotidiano. Nesse quesito, quem se dá melhor é a mandioca.

Mandioca ........................30,1 g
Inhame ............................27,6 g

5 Xô, anemia!
A ausência de ferro é a principal causa da diminuição dos níveis de glóbulos vermelhos no sangue — quadro que leva à anemia. Prefira o inhame, que carrega pitadas a mais do mineral.

Inhame .........................0,52 mg
Mandioca .......................0,1 mg

6 Ajuda vitaminada
Além de participar da produção de anticorpos, a vitamina C facilita a absorção do cobre e do ferro. Por pouco, o inhame mais uma vez leva a melhor.

Inhame .........................12,1 mg
Mandioca .....................11,1 mg

7 Combustível celular
Apesar de não ser tão badalado como outros nutrientes, o cobre acumula funções importantes. Uma delas é a formação das moléculas de ATP, que fornecem energia para a sobrevivência das células. Outro ponto para o inhame.

Inhame .........................0,15 mg
Mandioca .....................0,01 mg

As quantidades comparadas correspondem a 100 gramas, o equivalente a 3 colheres de sopa de cada alimento cozido

PLACAR SAÚDE!
Inhame - 6
Mandioca - 1

FONTE:http://saude.abril.com.br/edicoes/0316/nutricao/conteudo_508710.shtml

Nenhum comentário:

Postar um comentário