quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Maravilha ou (Mirabilis jalapa).

                  Décadas atrás, essa planta semi-herbácea era muito comum nos jardins brasileiros, mas hoje anda meio em desuso. Originária do Peru, é rústica e muito florífera, pode ser cultivada quase em todo Brasil
                  O caule da maravilha é bem ramificado e passa dos 80cm de altura, possue uma densa folhagem verde, esse fundo verde é responsável por destacar as inúmeras flores em forma de trombeta, produzidas em grande quantidade, principalmente na primavera e verão.
Há diversas cores da maravilha, do tradicional rosa, até as brancas, amarelas, laranjas, vermelhas, roxas, róseas, bicolores, listradas  e também mescladas de um mix de várias cores. Além disso, a espécie libera um suave e agradável perfume. Uma curiosidade: as flores desabrocham em dias nublados e  à noite e ficam abertas durante a manhã para atrair polinizadores.
                     O cultivo da maravilha é bem simples, necessita apenas de sol pleno e solo rico em matéria orgânica, a espécie também pode ser cultivada sob meia-sombra, mas a quantidade  de flores diminui, regas são necessárias apenas quando o solo estiver seco.
  Raízes tuberosas são  vendidas pelo produtor André Boersen (http://www.bulbosdefloresnaturais.com.br/) R$ 4,90 cada.
 









Fonte: Revista Natureza, Ed:271, Agosto de 2010.

Nenhum comentário:

Postar um comentário